Dia A Dia Da Economia - Míriam Leitão

Dia A Dia Da Economia - Míriam Leitão

Synopsis

Análise diária dos principais fatos da economia com uma das mais importantes e influentes jornalistas do país.

People who listen this also listen:


Episodes

  • Próprio governo cria crises e aumenta animosidades no mercado
    'Próprio governo cria crises e aumenta animosidades no mercado'
    Duration: 04min | 27/02/2020

    Crise do coronavírus, que levou o dólar a bater os R$ 4,49 nesta quinta-feira, pode afetar indústria eletrônica, como contou a CBN em reportagem exclusiva. Mas há outros ingredientes neste cenário que pioram o quadro geral. Míriam Leitão comenta: 'É assim que se dá o contágio do coronavírus na economia. Está tudo dentro do previsto. Mas temos um agravante, que é a crise institucional provocada pelo governo'. Ela destaca que, se não foi o governo atual que provocou a crise financeira, ele deveria agir para o Brasil sair dela e não fomentá-la.

  • Tudo o que o país não precisa é de uma crise fabricada
    'Tudo o que o país não precisa é de uma crise fabricada'
    Duration: 09min | 27/02/2020

    Míriam Leitão comentou as declarações de repudio sobre a atitude do presidente Jair Bolsonaro que divulgou vídeo no Whatsapp convocando protesto contra o Congresso. Apoiadores do presidente atacaram a jornalista Vera Magalhães, que divulgou a informação. Míriam critica a conduta de Bolsonaro, que acirra conflitos.

  • Semana foi marcada por crise institucional
    Semana foi marcada por crise institucional
    Duration: 09min | 21/02/2020

    No resumo de mais uma semana complicada na economia e na política, Míriam Leitão destaca que vários eventos mostram que está instalado um conflito de poderes no país. A semana tensa começou com a troca de ofensas entre governadores e Bolsonaro. E terminou com o motim de policiais em greve e o ataque a Cid Gomes no Ceará. No meio disso tudo, os insultos do presidente à jornalista Patrícia Campos Mello.

  • A crônica de um calote anunciado
    'A crônica de um calote anunciado'
    Duration: 06min | 21/02/2020

    Míriam Leitão fala da situação da dívida Argentina, um desafio para o governo de Alberto Fernández. 'A gente já sabia que a Argentina não teria condições de pagar porque ela não tem reservas'. São 100 bilhões de dólares em dívida em um prazo curto. A dívida total é de 300 bilhões de dólares, o que representa 90% do PIB. 'Tudo mostra que a Argentina caminha para um calote'. Segundo Míriam, a novidade é o FMI ser tão compreensível e tão parceiro da Argentina.

  • Há um clima pouco democrático dentro do governo
    'Há um clima pouco democrático dentro do governo'
    Duration: 07min | 20/02/2020

    Nos últimos dias, houve um acirramento na escalada de agressões do presidente Bolsonaro, na opinião de Míriam Leitão. 'Na visão do Tasso Jereissati (que se manifestou sobre o caso), é como se isso contaminasse o governo. Declarações do presidente ultrapassam as fronteiras institucionais. A fala do general Heleno também'. O ministro e um dos principais assessores de Bolsonaro foi pego falando que o governo não deve aceitar ser chantageado.

  • ‘Ameaça da democracia vem de quem tinha que ser a voz da ponderação’
    ‘Ameaça da democracia vem de quem tinha que ser a voz da ponderação’
    Duration: 07min | 20/02/2020

    Míriam Leitão comenta que as declarações do general Heleno dificultam a aprovação de reformas. Ela afirma que o comportamento do presidente está se tornando uma licença para falta de compostura. O general acusou o Congresso de fazer chantagem com o governo e aconselhou Bolsonaro de convocar o povo para protestar nas ruas contra o Congresso.

  • Situação da economia internacional é de completa incerteza
    'Situação da economia internacional é de completa incerteza'
    Duration: 03min | 19/02/2020

    Míriam Leitão comenta que, semanas após descoberta do surto de coronavírus, ainda não se sabe o que vai acontecer com a economia global. 'Já temos efeitos concretos, como o que aconteceu com a Apple, que não está conseguindo produzir por causa de todas as conexões econômicas da cadeia global de suprimentos.'

  • Tem muita complicação acontecendo ao mesmo tempo na reforma tributária
    'Tem muita complicação acontecendo ao mesmo tempo na reforma tributária'
    Duration: 06min | 19/02/2020

    Míriam Leitão analisa a complexidade da discussão que envolve a proposta da reforma tributária. 'É muito difícil de ser feita, principalmente, com a maneira que o governo tem conduzido à discussão'. Ela explica que o Congresso tenta juntar todos os impostos sobre consumo em um imposto só. Mas, o governo tem outra visão. Essa é apenas uma parte da reforma tributária.

  • É repugnante!
    'É repugnante!'
    Duration: 08min | 18/02/2020

    Míriam Leitão falou das insinuações sexuais feitas por Bolsonaro sobre o trabalho da jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S.Paulo. Míriam destaca que ‘é repugnante que o presidente da República desrespeite o cargo dele, desrespeite a democracia, o jornalismo, liberdade de expressão e ofenda uma jornalista cometendo uma calúnia’. Ela acrescenta que o objetivo de Bolsonaro é claroo, de intimidar a imprensa. 'Passou de todos os limites'. Míriam acrescenta que 'quando um presidente tem esse tipo de comportamento, as outras instituições têm que reagir. Do contrário, nós perdemos o mais importante'.

  • Mudanças envolvendo crédito imobiliário devem ser feitas com muito cuidado
    Mudanças envolvendo crédito imobiliário devem ser feitas com muito cuidado
    Duration: 06min | 18/02/2020

    Ideia do Banco Central de possibilitar o o uso de um mesmo imóvel como garantia para mais de um empréstimo pode gerar uma bolha imobiliária ou um super endividamento. BC defende que proprietários teriam rentabilidade maior de seus recursos e que juros seriam menores.

  • O efeito coronavírus: Japão pode ter dois trimestres de queda do PIB
    O efeito coronavírus: 'Japão pode ter dois trimestres de queda do PIB'
    Duration: 07min | 17/02/2020

    Míriam Leitão comenta a retração da economia do Japão e quais os riscos de o coronavírus afetar ainda mais os investimentos no país asiático. 'A crise acontece na Ásia e, claro, o Japão está sendo atingido. A relação entre China, epicentro do vírus, e Japão é intensa. A cadeia de comércio do continente é toda ligada à China'.

  • Uma greve é sempre uma dúvida da capacidade da empresa de abastecer o mercado
    'Uma greve é sempre uma dúvida da capacidade da empresa de abastecer o mercado'
    Duration: 06min | 17/02/2020

    Míriam Leitão analisa a questão da greve dos petroleiros e os desdobramentos. Ela fala da entrevista que fez com o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, sobre o assunto. Ele disse que, por enquanto, não está preocupado e que tem esperança do fim da greve. Na conversa, Roberto Castello Branco acrescentou que a greve não tem motivação salarial e sim política. Míriam citou aina da entrevista de hoje no Jornal da CBN com o diretor-geral da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, Décio Oddone, que segue a mesma linha de raciocínio do presidente da Petrobras.

  • Ano terminou muito pior do que os economistas imaginavam
    'Ano terminou muito pior do que os economistas imaginavam'
    Duration: 08min | 14/02/2020

    Míriam Leitão comenta números do comércio e do setor de serviços, bem como o IBC-Br, que funciona como 'prévia' do PIB. Para ela, os resultados de 2019 ficaram abaixo do estimado, inicialmente, por economistas. Declarações 'infelizes' de Paulo Guedes e movimentações relativas à reforma administrativa também estão entre os destaques da semana.

  • ‘Hesitações do governo refletem conflito interno’
    ‘Hesitações do governo refletem conflito interno’
    Duration: 07min | 14/02/2020

    Míriam Leitão comenta sobre a reforma administrativa que deve ser apresentada na próxima semana. Ela diz que as indefinições do governo atrasam o processo.

  • Banco Central teve que agir após fala de Guedes sobre câmbio
    Banco Central teve que agir após fala de Guedes sobre câmbio
    Duration: 07min | 13/02/2020

    Míriam Leitão comentou a fala do ministro da Economia Paulo Guedes, minimizando a alta do dólar. Os mercados reagiram. 'Hoje de manhã, já houve uma confusão no mercado de câmbio. Quando um ministro da Economia fala sobre câmbio, isso é olhado com lupa no mercado. Ele deveria se abster de falar sobre isso porque afeta as expectativas'.

  • Um ministro da Economia não pode passar o tempo todo falando o que lhe vem na cabeça
    'Um ministro da Economia não pode passar o tempo todo falando o que lhe vem na cabeça'
    Duration: 06min | 13/02/2020

    Míriam Leitão fala das declarações desastradas do ministro da Economia, Paulo Guedes, e como isso atrapalha o ambiente. Ele demonstrou preconceito social ao criticar dólar baixo e dizer que 'até empregada doméstica estava indo para a Disney'. Míriam destaca que ao tentar reparar a fala, Paulo Guedes disse que a alta do dólar vai elevar o turismo no Brasil, como se o país fosse um destino de segunda categoria. Ela acrescentou que 'a comunicação dele é muito ruim e nesse episódio foi ofensiva'.

  • Governo não pode deixar de enviar proposta de reforma administrativa
    'Governo não pode deixar de enviar proposta de reforma administrativa'
    Duration: 05min | 12/02/2020

    Míriam Leitão comenta o imbróglio envolvendo a 'paternidade' da reforma administrativa. Governo fez uma proposta de reforma, mas a história sofreu uma reviravolta, depois que o ministro da Economia Paulo Guedes chamou os servidores públicos de parasitas. Com os entraves, a matéria pode ser adiada ou sequer enviada pelo Planalto. Em paralelo, Congresso tem uma proposta paralela direcionada só para o Legislativo. 'O Governo não pode deixar de enviar uma proposta porque se trata de mudar o serviço público federal', defende a analista.

  • ‘Entender como funciona as campanhas digitais é a única forma de proteger a democracia’
    ‘Entender como funciona as campanhas digitais é a única forma de proteger a democracia’
    Duration: 07min | 12/02/2020

    Míriam Leitão comenta o ataque sofrido pela jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S. Paulo, acusada de pedir informações em troca de sexo. Um ex-funcionário da empresa que fez disparos ilegais em massa durante a eleição de 2018 insultou a jornalista durante depoimento na CPMI das Fake News. Em 2018, Patrícia publicou uma série sobre empresas que faziam disparos por WhatsApp para influenciar o voto.

  • Há contradições nos comunicados do BC sobre o cenário econômico
    'Há contradições nos comunicados do BC sobre o cenário econômico'
    Duration: 08min | 11/02/2020

    Ata do Copom mostra taxa de juros reduzida para 4,25%. Na oportunidade, BC avisava que a série de quedas estava sendo encerrada ali. Mas a história comporta contradições. Míriam Leitão comenta: 'Há muita dúvida. Eles identificam diferença entre a recuperação do mercado de trabalho e a recuperação da indústria, por exemplo'. Analista diz que, em função das incertezas na economia do país e do mundo, há diferenças entre os dois comunicados do BC sobre os juros a serem praticados.

  • ‘Estados estão com desempenho melhor que o país’
    ‘Estados estão com desempenho melhor que o país’
    Duration: 06min | 11/02/2020

    Míriam Leitão comenta dado que mostra que 12 estados e o Distrito Federal devem terminar o ano com o PIB acima do nível pré-crise. A informação é do Estado de São Paulo. Míriam Leitão afirma que o Brasil, se crescer esse ano, ainda não vai conseguir superar o patamar pré-crise.

  • China luta para retomar o ritmo da economia, mas com dificuldade
    'China luta para retomar o ritmo da economia, mas com dificuldade'
    Duration: 08min | 10/02/2020

    Míriam Leitão fala que o coronavírus já afeta a economia global, já que a maneira de produção não acumula muito estoque. Ainda não se tem um horizonte da retomada da economia chinesa e as empresas estimulam o trabalho feito em casa. Alguns analistas mais otimistas afirmam que até abril tudo vai voltar ao normal.

  • ICMS: esse é um não-assunto
    ICMS: 'esse é um não-assunto'
    Duration: 06min | 10/02/2020

    Míriam Leitão destaca as várias reuniões envolvendo o ICMS. É uma discussão que surge provocada por um tuíte do presidente Bolsonaro. 'O assunto foi imposto à pauta dos secretários e dos governadores pelo presidente da República, apesar dele saber que isso não faz sentido nenhum'. Ela acrescenta que 'é uma proposta inexequível'. Míriam acrescenta que se o presidente quisesse qualquer discussão para zerar impostos em qualquer área ele deveria entrar em contato com os governadores e não através de redes sociais, fazendo provocações e desafios. Ela também falou da necessidade dos governadores discutirem a reforma Tributária.

  • Inflação de janeiro teve número menor do que se esperava
    'Inflação de janeiro teve número menor do que se esperava'
    Duration: 11min | 07/02/2020

    Míriam Leitão faz uma análise dos destaques econômicos da semana. Ela falou sobre a inflação de janeiro, que apresentou um bom índice, 0,21%. Os preços das carnes tiveram uma deflação. Analista também abordou mais um corte da taxa de juros e os reflexos do coronavírus na economia. A produção industrial foi outro assunto abordado.

  • Presidente quer jogar sobre os governadores o peso do custo do combustível
    'Presidente quer jogar sobre os governadores o peso do custo do combustível'
    Duration: 07min | 07/02/2020

    Na quarta-feira, Bolsonaro disse que zera o imposto federal que incide sobre o valor do combustível se os estados zerarem também o ICMS, um imposto estadual. Míriam Leitão considera a medida inviável, já que o governo não poderia abrir mão da arrecadação. 'Ele disse isso sem fazer as contas e sem conversar com a realidade', avalia. Para ela, presidente deu a declaração apenas para mobilizar a opinião pública.

  • Banco Central reflete em comunicado incertezas econômicas com surgimento do coronavírus
    'Banco Central reflete em comunicado incertezas econômicas com surgimento do coronavírus'
    Duration: 07min | 06/02/2020

    Míriam Leitão fala sobre a redução da Selic para 4,25%, a menor da história, e a indicação do Banco Central sobre a interrupção nos cortes. Ela destaca que, no comunicado, o Banco Central não foi claro. Míriam cita a incerteza econômica mundial com o surgimento do coronavírus. 'Nesse mundo conectado, a China é muito importante para o mundo inteiro'.

  • Repúdio é a única palavra possível para definir declaração infeliz do presidente da República
    'Repúdio é a única palavra possível para definir declaração infeliz do presidente da República'
    Duration: 07min | 06/02/2020

    Míriam Leitão analisa a declaração de Bolsonaro ao comentar sobre a campanha de abstinência lançada pela ministra da Mulher, Damares Alves. Bolsonaro afirmou que ‘uma pessoa com HIV, além de ser um problema sério para ela, é uma despesa para todos aqui no Brasil’. A declaração gerou repúdio por parte das entidades de defesa dos direitos das pessoas com HIV e Aids. 'A declaração de Bolsonaro demonstra preconceito'. Sobre a campanha de Damares, Míriam diz que 'pregar abstinência por razões religiosas não é a política pública adequada'.

  • Coronavírus, troca de comando no INSS e crise na Casa Civil são destaques da semana econômica
    Coronavírus, troca de comando no INSS e crise na Casa Civil são destaques da semana econômica
    Duration: 07min | 31/01/2020

    O primeiro destaque da semana é a repercussão do surto do novo coronavírus no cenário econômico. Embora a preocupação principal seja com as vidas humanas, os cuidados tomados para evitar a disseminação da doença impacta os mercados. No INSS, a nomeação do novo presidente Leonardo Rolim vem com a expectativa de que sejam resolvidos os problemas das filas. Já a Casa Civil passa por uma crise de imagem após demitir duas vezes o nº 2 da pasta, Vicente Santini.

  • O que a gente tem que discutir é o método de governar criando problemas, tumultos e tormentas
    'O que a gente tem que discutir é o método de governar criando problemas, tumultos e tormentas'
    Duration: 06min | 31/01/2020

    Míriam Leitão fala da expectativa do que vai acontecer com Onyx Lorenzoni. 'Há um claro enfraquecimento do ministro. É o padrão de atuação do governo Bolsonaro'. Ela acrescenta que Bolsonaro frita os ministros em público, espera a reação para ver se ele sai ou fica e como reagem as redes. Míriam destaca que o governo Bolsonaro é autor da maioria de suas crises. 'O presidente que fez a confusão toda na Casa Civil'.

  • BNDES: Bolsonaro criou expectativa de que sairia um grande segredo não revelado
    BNDES: 'Bolsonaro criou expectativa de que sairia um grande segredo não revelado'
    Duration: 06min | 30/01/2020

    Míriam Leitão comentou o impasse em torno da consultoria milionária feita pelo BNDES e que não descobriu irregularidades em contratos fechados pelo banco. Ela destaca que foi feito um bom levantamento pelo TCU sobre empréstimos à JBS e sobre outros casos. 'Muita coisa errada aconteceu. O Tesouro se endividou em meio trilhão de reais e transferiu para o BNDES fazer empréstimos'. Ela diz que, após dois anos de investigação e a expectativa criada por Bolsonaro, o final da auditoria foi 'melancólico'.

  • O investidor olha para as áreas de educação e meio ambiente e o governo está falhando nas duas
    'O investidor olha para as áreas de educação e meio ambiente e o governo está falhando nas duas'
    Duration: 07min | 30/01/2020

    Míriam Leitão analisou as declarações do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, durante entrevista. Maia falou de dos ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e o da Educação, Abraham Weintraub. Ele disse que os dois afastam investidores do país. 'Ele tem toda razão'. Segundo Míriam, o investidor tem uma visão global sobre o país. A educação é central na economia porque essa é a era do conhecimento. 'Weintraub não contribui para reduzir o déficit na área da educação e isso afasta investidores'. Rodrigo Maia disse ainda que Ricardo Salles deixou de ser um interlocutor confiável. Míriam acrescenta que 'ele passa o tempo todo em conflito com o setor e fazendo as declarações mais estapafúrdias'.

Informações: